17/08/18 - 15:22

MPRJ oferece nova denúncia contra milicianos responsáveis por mortes em Duque de Caxias

Investigações foram realizadas pela Divisão de Homicídios da Baixada Fluminense

Um grupo de milicianos responsáveis pela morte de dois suspeitos de envolvimento com o tráfico de drogas, na comunidade do Rasta, no bairro Jardim Primavera foi denunciado nesta sexta-feira (17).

Ministério Público encaminhou a denúncia junto ao Gaeco. Foto: Reprodução

A ação é movimentada pelo Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MP-RJ). A demanda foi enviada à 4ª Vara Criminal de Duque de Caxias por intermédio do Grupo Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco/MP-RJ). De acordo com as investigações do MPRJ, as vítimas foram executadas por motivo torpe e sem chance de defesa. Os milicianos estariam disputando o território com traficantes de drogas.

Segundo as denúncias, os crimes aconteceram no dia 6 de abril de 2016. Jonatan Pinto Apolinário, vulgo ‘Cocão’, e Pedro Paulo da Silva Figueiredo, conhecido como ‘Japonês’e outros integrantes do grupo efetuaram disparos de arma de fogo contra Leandro Marques Conceição, que estava lanchando. No momento do assassinato, ele estaria junto ao suposto gerente do tráfico da localidade do Rasta, Adevaldir Luiz Martins Júnior, vulgo TK. Na ocasião, Adevaldir conseguiu escapar do atentado.

Após o ocorrido, os denunciados  dirigiram-se à comunidade e capturaram ‘TK’ em sua residência e o sequestraram, passando a exigir de sua companheira um resgate de R$ 10 mil. Mesmo após receberem o valor por meio de um mototaxista, os criminosos executaram Advaldir, cujo corpo nunca foi encontrado. As investigações foram realizadas pela Divisão de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF).

0 comentários