14/09/16 - 11:55

Pesquisa do IBGE revela que fechamento de empresas supera abertura

De cada dez empresas, seis não conseguem permanecer no mercado após cinco anos de atividade, é o que aponta a pesquisa Demografia das Empresas 2014, divulgada nesta quarta-feira (14) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Os dados referem-se ao ano de 2014, no entanto, só foram apresentadas agora, e são retirados do Cadastro Central de Empresas (Cempre).

Em 2009 foram abertas 694,5 mil empresas, mas apenas 275 mil (39,6%) continuaram funcionando em 2014. Após o primeiro ano na ativa, mais de 157 mil (22,7%) encerraram as atividades.

O estudo não indica os motivos para o fechamento, segundo a analista do IBGE, Katia Medeiros Carvalho, porém aponta que a sobrevivência das empresas tem relação direta com o tamanho delas. Firmas com mais empregados tendem a durar mais tempo no mercado, já as de menor porte têm taxas de menores de se estabelecer.

De acordo com o levantamento, após cinco anos, sobreviveram 70% das empresas com 10 ou mais empregados; 61,8% das empresas que têm entre 1 a 9 funcionários; 32,9% das empresas sem empregados.

As maiores taxas de sobrevivência se concentram nas regiões Sul e Sudeste com 85,2% e 84,2%, respectivamente. "São regiões mais desenvolvidas em número de empresas e de assalariados, por isso, acreditamos haver maior estabilidade", ressalta a analista.
Supervisão: Rafael Cassimiro
0 comentários