03/06/17 - 09:43

Planalto manipulou agendas de Temer após delação de executivos da JBS

Ricardo Saud, lobista do grupo J&F, declarou em delação premiada que viajou para Brasília para comunicar pessoalmente ao então vice-presidente Michel Temer, que obteve o aval para o repasse de R$ 15 milhões ao PMDB na campanha eleitoral, resultado de um acordo para a compra do apoio de Dilma Rousseff. A agenda eletrônica da Vice-Presidência da República registra apenas uma informação para aquele dia, que diz “sem compromisso oficial”. Mas uma análise dos códigos-fonte aponta que sistema foi acessado para alterar informações no mesmo dia da operação da Polícia Federal. O Planalto afirma que apenas realizou “transferências de bancos de dados".

0 comentários