19/01/16 - 03:52

Polícia segue investigando agressão sofrida por advogado no Centro do Rio

A Polícia segue investigando as circunstâncias da agressão sofrida pelo advogado Samuel da Silva, de 28 anos. Ele acusa um policial civil de tortura e um PM do Batalhão de Policiamento em Áreas Turísticas por abuso de autoridade. A vítima afirmou que enquanto procurava por um amigo na Avenida República do Paraguai, no Centro do Rio, na semana passada, teria sido abordado com violência pelos agentes e obrigado a ir até a quinta delegacia. Para Samuel, o motivo da agressão foi tortura e racismo. Já a policia informou que os agentes da Operação Lapa Presente foram acionados para dar apoio à ação. Na ocasião, Samuel teria sido flagrado em ato obsceno na região, e se recusou a ser conduzido para a delegacia.

0 comentários