29/07/18 - 12:15

Procuradora-geral da República afirma que vai pedir impugnação da candidatura de Lula

Raquel Dogde afirmou que serão tomadas medidas necessárias para que aqueles que não são elegíveis tenham resposta pronta da Justiça Eleitoral

Foto: Reprodução

BRASÍLIA (Reuters) – A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, indicou em entrevista coletiva na última sexta-feira, que vai pedir a impugnação com base na Lei da Ficha Limpa da eventual candidatura à Presidência do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, líder das pesquisas de intenção de voto e que, mesmo preso desde abril, já anunciou que pretende concorrer.

Perguntada sobre a impugnação de Lula, Dodge disse, sem citar nominalmente o petista, que a orientação do Ministério Público Eleitoral é dar “tratamento uniforme” a todas essas questões, “qualquer que seja o cargo disputado”.

“Tomaremos evidentemente todas as medidas necessárias para que aqueles que não são elegíveis tenham resposta pronta da Justiça Eleitoral”, destacou ela, ao apontar que essa atitude também será tomada em eventuais casos de candidatos a presidente da República.

Lula foi condenado pela 8ª Turma do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) por corrupção passiva e lavagem de dinheiro no processo do tríplex do Guarujá (SP).

Dodge —que também é chefe do Ministério Público Eleitoral— afirmou que no momento não há candidaturas registradas e a atuação do órgão vai ocorrer somente neste momento. Somente após o registro de candidaturas, cujo prazo final é no dia 15 de agosto, é que o Ministério Público poderá se manifestar.

A chefe do Ministério Público anunciou, após se reunir com procuradores que atuam na área eleitoral nos Estados nesta sexta, uma instrução para que os integrantes do MP que atuam nessa área ajuízem ações para enquadrar na Lei da Ficha Limpa condenados por órgão colegiado ou que cujo processo tenha transitado em julgado, quando não há mais possibilidade de recorrer.

0 comentários