25/07/18 - 13:56

Sérgio Moro não considera seus métodos reprováveis

Magistrado estava de férias quando impediu a soltura do ex-presidente Lula

O juiz da 13ª Vara Federal de Curitiba, Sérgio Moro, titular da Operação Lava Jato, disse que não vê como os métodos dele podem ser considerados reprováveis. Ele fez a afirmação ao comentar o confronto de decisões com o desembargador Rogério Favreto, do Tribunal Regional Federal da 4 Região (TRF-4) sobre a soltura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Sérgio Moro condenou a decisão de liberar o ex-presidente Lula. Foto: Reprodução

O magistrado participou, nesta quarta-feira (25), do Fórum Reconstrução do Brasil, promovido por um jornal de São Paulo. Ao tomar conhecimento da decisão de soltura do ex-presidente, mesmo estando em recesso, disse que Favreto não tinha competência para liberar Lula. Moro pediu a manifestação do relator da Lava Jato em segunda instância, o desembargador Gebran Neto.

Ao ser questionado sobre as ações durante as férias, Sérgio Moro declarou que imprensa vive questionando o juiz, porque as férias são muito longas, com certa razão. “E quando o juiz trabalha nas férias, também critica”. Moro disse ainda que já apresentou a resposta dele ao Conselho Nacional de Justiça (CNJ), que o intimou a respeito do impasse sobre a soltura do ex-presidente.

0 comentários