02/09/16 - 10:54

Temer altera regras do Bolsa Família

As normas de acesso e permanência do Bolsa Família irão mudar. Já está sendo finalizado um decreto feito pelo governo Temer para que medidas evitem fraudes no programa. Por meio de um cruzamento com seis bases de dados oficiais no ato da inscrição, será exigido o CPF de todos os integrantes da família (até mesmo de crianças). Haverá também a tolerância de duas vezes para que os participantes que caírem na “malha fina” do programa sejam desligados. Atualmente, o benefício é cortado na terceira ocorrência.

Essas medidas irão dificultar o acesso ao Bolsa Família, que hoje beneficia cerca de 50 milhões de pessoas. As mudanças defendidas pelo governo preveem a necessidade de regras mais firmes de checagem dos critérios exigidos pelo programa. O rigor da fiscalização, já determinada pela nova gestão, fará com que 600 mil famílias sejam desligadas somente na folha de pagamento de setembro. Quando Temer assumiu, em maio, foram cancelados 916 mil benefícios, ante 1,3 milhão feitos em 2015
Supervisão: Rafael Cassimiro 
0 comentários