28/08/18 - 08:25

TJRJ volta a votar indenização para a família do pedreiro Amarildo

Estado foi condenado a pagar R$500 mil à viúva e R$ 500 para cada um dos seis filhos, mas a família não foi indenizada

Foto: Reprodução

O Tribunal de Justiça do Rio (TJRJ) retoma nesta terça-feira (28) a votação sobre o processo de indenização da família do pedreiro Amarildo de Souza, que desapareceu na favela da Rocinha, na Zona Sul, em 2013.

A votação começou no último dia 14, mas foi interrompida e remarcada após o desembargador Eduardo Gusmão alegar ser necessário mais tempo para ação. Em 2016, a Justiça condenou o Estado a pagar R$500 mil à viúva e R$ 500 para cada um dos seis filhos. Dois dos cinco desembargadores, Lindolfo Marinho e Marco Aurélio Bezerra de Melo, votaram, na sessão do dia 14, pela manutenção da sentença estabelecida em 2016.

Eles também se posicionaram pela correção monetária dos valores retroativa até a data do desaparecimento e pela restituição da gratuita das custas judiciais, retirada em outubro de 2016. Também negaram o pedido do advogado da família, de incluir uma sobrinha e a mãe de criação de Amarildo entre os beneficiários das indenizações.

Amarildo foi assassinado há cinco anos, mas a família não recebeu nenhuma indenização pela morte.

0 comentários