03/08/16 - 10:20

Tocha Olímpica chega ao Rio

Depois de passar por mais de 300 cidades em 26 estados e no Distrito Federal, a Tocha Olímpica chegou nesta manhã de quarta-feira (3) ao Rio de Janeiro após a maratona de 200 mil quilômetros. 

A chama olímpica foi acesa no dia 21 de abril, na cidade grega Olímpia e no dia 3 de maio, desembarcou no Brasil, na capital federal. A largada do revezamento foi dada pela jogadora de vôlei Fabiana e terá fim na próxima sexta, na cerimônia de abertura dos Jogos Olímpicos, no Estádio do Maracanã, local onde será acesa a Pira Olímpica. 

Ao longo do percurso, a tocha foi conduzida de rapel, de barco, passou pelos principais pontos turísticos do país, cidades históricas e por comunidades indígenas. Ao todo, foram 12 mil condutores: atletas, ex-atletas, celebridades, empresários, apoiadores do esporte e cidadão anônimos que representaram a população. 

Por causa do atual cenário político vivido pelo país, em alguns lugares, a passagem da tocha foi marcada por protestos e incidentes. Em Porto Alegre, duas pessoas tentaram apagar a chama durante o revezamento. Já em Guarulhos (SP), uma pessoa foi detida após a tentar invadir o local delimitado. Em Manaus, a onça-pintada Juma, que participou da cerimônia de passagem da tocha, foi abatida e causou comoção na internet. Na época, o Comitê Organizador da Rio 2016 assumiu o erro ao permitir a apresentação do animal durante  o evento.

Agora pela manhã, a chama foi carregada no veleiro Lady Lou, que teve como tripulantes os medalhistas olímpicos Torben e Lars Grael, Clínio Freitas, Isabel Swan, Nelson Falcão, Marcelo Ferreira e Ronnie Senfft.

Em um barco a remo conduzido por dez remadores da Marinha do Brasil, os irmãos Torben e Lars Grael conduziram a chama até a Escola Naval. Lá, o prefeito Eduardo Paes recebeu a tocha, tornando-se o primeiro condutor da cidade. Em seguida, passou pela Cinelândia no Veículo Leve Sobre Trilhos (VLT) até a Estação Santos Dumont, dando sequência ao revezamento.

O comboio vai até Theatro Municipal, no centro, em seguida para Cidade do Samba, na zona portuária, e partirá para a Baixada Fluminense.  Na região, a tocha será conduzida nos munícipios de Duque de Caxias, São João de Meriti, Nilópolis, Belford Roxo e Nova Iguaçu, onde encerrará o dia. Na quinta-feira (4), voltará para o Rio de Janeiro, e passará pela Vila Olímpica, a partir das 8h. O surfista Rico de Souza carregará a chama em uma prancha, na praia da Macumba, no Recreio dos Bandeirantes, zona oeste.

Entre os condutores da tocha na capital, estão figuras como Nelson Sargento, presidente de honra da Escola de Samba Estação Primeira de Mangueira, o garçom da Confeitaria Colombo, Orlando Duque, que trabalha no local desde 1952, o gari Renato Luiz Lourenço, o Renato Sorriso, figura popular do carnaval carioca e José Carlos Araújo, o locutor esportivo da Super Rádio Tupi.

Supervisão: Rafael Cassimiro

0 comentários