02/04/18 - 13:45

Ministério Público faz nova denuncia contra Cabral

Acusação é de uso indevido do helicóptero do governo

O ex-governador do estado do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, foi novamente indiciado pelo Ministério Publico do Estado do Rio de Janeiro (MP-RJ). Desta vez a acusação é de utilizar o helicóptero do governo para 2.281 voos de caráter pessoal. Os danos aos cofres públicos foi de R$ 19,9 milhões, durante os dois mandados.  O MP acusa Cabral de peculato.

Sérgio Cabral usava as aeronaves para transportar parentes, empregados e convidados. A rota mais usada, entre o Rio e o condomínio Portobello, em Mangaratiba, foram feitas 1.039 viagens. O ex-governador tinha uma mansão no local. Em 109 ocasiões, os três helicópteros viajaram ao mesmo tempo para o município.

O ex-governador costumava ainda ir de helicóptero de seu imóvel, no Leblon até o Palácio Guanabara, em Laranjeiras. Segundo Cabral, o trecho era percorrido de aeronave por conta de supostas ameaças de morte. Adriana Ancelmo, ex primeira dama do Rio, utilizou o serviço 220 vezes, todas em caráter pessoal.

 

0 comentários