30/04/18 - 10:04

Mulher é presa acusada de participar do assassinato de PM

De acordo com a PM, Paula teria informado aos traficantes sobre a presença do PM

Foto: Divulgação

Paula de Azevedo Esteves Souza, conhecida como “Tia”, acusada de participar da morte do cabo da PM Antônio Carlos de Moura, de 33 anos, foi presa por policiais da 119ª DP (Rio Bonito), na manhã desta segunda-feira (30), na Rua Pasteur, no Centro de Araruama.

De acordo com a PM, Paula teria informado aos traficantes sobre a presença do PM dentro de uma comunidade e os levou até o policial, na Rua Vinte e Oito de Setembro, em Iguabinha. Na comunidade, ele foi colocado no porta-malas do próprio carro, torturado e morto com vários tiros.

O corpo por cabo foi encontrado menos de uma hora depois próximo ao veículo dele, que foi incendiado, em uma rua do bairro Engenho Novo, numa área conhecida como Condomínio II. O PM era lotado no Batalhão de Polícia Rodoviária (BPRv) e deixou a mulher grávida. Nesta segunda-feira (30), o Disque Denúncia divulgou um cartaz oferecendo recompensa para quem desse informações sobre os procurados.

0 comentários