17/04/18 - 14:41

Policiais Civis devem fazer escolta do deputado Marcelo Freixo

Parlamentar é ameaçado de morte há dez anos por presidir a CPI das milícias

A assessoria de comunicação da Secretaria de Segurança Publica (Seseg) informou que irá disponibilizar quatro policiais civis para fazer a escolta do Deputado Marcelo Freixo. A medida foi acolhida após o secretário do órgão, o general Richard Nunes, determinar a volta de 87 dos 146 policiais militares emprestados à Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj), alguns dos agentes faziam a segurança do gabinete do deputado.

Freixo é ameaçado de morte a dez anos por presidir a CPI das milícias. Na época, 200 pessoas foram indiciadas e diversos líderes de grupos paramilitares foram presos. Por conta disso, até hoje o parlamentar sofre com as ameaças. “A CPI das Milícias não foi brincadeira, não acabou em pizza. O que fizeram com a Marielle mostra que é muito sério o que estamos vivendo no Rio de Janeiro. O relatório da CPI é atual, as recomendações não foram seguidas” afirmou Freixo. Além da PM, o deputado conta com outros seguranças.

Marcelo Freixo comentou ainda as declarações de Jungmann sobre as investigações do caso Marielle. O ministro da pasta extraordinária de Segurança Publica do estado do Rio de Janeiro contou que a principal linha de investigação seria de que o crime foi cometido por milicianos. Segundo ele, cabe apenas aos delegados falarem sobre o caso.

0 comentários